TESTE2 BRASIL participará da Mobile World Congress 2017 - Brasscom


 
 

Empresas brasileiras de TI estarão presentes no maior  encontro da indústria de mobilidade que acontecerá na Espanha

A Softex, em parceria com a Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) através do Brasil IT+, leva uma delegação de 16 empresas para participar do Mobile World Congress (MWC) 2017, o encontro mundial da indústria de mobilidade, que acontecerá de 27 de fevereiro a 02 de março em Barcelona – Espanha.
Há anos o evento reúne a comunidade global de líderes e as maiores empresas do segmento de tecnologia e telecomunicações. A expectativa dos organizadores é receber mais de 100 mil visitantes e mais de 2.200 organizações. Os executivos levam desses quatro dias de feira internacional as últimas tendências, avanços tecnológicos e as melhores práticas inovadoras necessárias para construir as futuras estratégias de TI.
A delegação do Brasil será representada pelas empresas: BWTECH, EiTV, Icaro Tech, Navita, Reddrummer, Sikur, Tokenlab, Vortigo, W5 Soluções, BRQ, Every TI, FH Cosultoria, Muxi, NEKIT, Senior e Stefanini.
Com um diversificado portfólio voltado para as necessidades e desafios de negócios em variadas indústrias e geografias, juntas as empresas ofertarão consultoria em TI, soluções empresariais móveis, desenvolvimento de apps, segurança e criptografia, sistema de controle de acesso, sistema de suporte a operações (OSS), gestão de dispositivos móveis (MDM) , gestão de custos de telecom (TEM), soluções para pagamentos, plataforma para mídia digital, análise e visualização dinâmica de dados, dashboards cognitivos e, é claro, não poderia faltar, internet das coisas (IOT).
Ruben Delgado, Presidente da Softex, estará presente no evento e comenta: “Devido às mudanças que estão ocorrendo ao redor do mundo, a participação Brasileira no Mobile World Congress deste ano é estratégica, cada dia mais os países estão se posicionando no que se refere a tecnologia de comunicação e o Brasil não fica de fora. A participação além de estratégica é obrigatória pois é uma vitrine de apresentação da nossa tecnologia para o mundo na maior feira do segmento, onde todos os países estarão presentes e nós estaremos lá.”O Brasil também será representado pelo ministro de Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, Gilberto Kassab, que fará a abertura oficial do estande do Brasil, no dia 27 de fevereiro às 18h.
Gilberto Kassab comenta que participar do GSMA Mobile World Congress, principal evento de tecnologia móvel do mundo, é muito importante para o ministro responsável pelas políticas públicas e as diretrizes de telecomunicações, inovações e tecnologia, pois esse “mundo” vai muito além do celular, e tem ganho importância, força e proporção cada vez maiores na vida das pessoas. “Estamos atentos aos avanços tecnológicos ao ponto de estarmos elaborando um Plano Nacional de Internet das Coisas (IoT), o qual, aproveitaremos a MWC, para apresentar alguns pontos já definidos desta regulamentação e discuti-los, inclusive com um foco social.
No evento aproveitaremos para prestigiar o espaço da Softex, que neste cenário de conectividade, é essencial para o crescimento das empresas brasileiras de software e serviços de TI nos mercados nacional e internacional, especialmente por ser num setor tão competitivo e importante para o desenvolvimento econômico e social do país” completa o ministro.
A Softex prevê gerar USD 30 milhões de dólares em negócios em 12 meses, para o Brasil em mais de 100 reuniões de negócios que ocorrerão no evento, muitas delas já agendadas com players globais que visitarão o estande do Brasil.
Conheça a Softex (www.softex.br)
A Associação para Promoção da Excelência do Software Brasileiro – Softex é gestora, desde a sua criação em 1996, do Programa para Promoção da Excelência do Software Brasileiro – Programa SOFTEX, considerado prioritário pelo Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI). É uma Organização da Sociedade Civil de Interesse Público (OSCIP) que tem como objetivo executar atividades de apoio, desenvolvimento, promoção e fomento para a Indústria Brasileira de Software e Serviços de TI, sempre pautada pelas seguintes diretrizes: disseminação e auxílio à implantação das melhores práticas em desenvolvimento de software e gestão empresarial, capacitação de recursos humanos para o setor; auxílio à obtenção de recursos financeiros junto a fontes públicas e privadas; produção e disseminação de informações qualificadas sobre e a indústria brasileira de software e serviços de TI; apoio ao empreendedorismo e à inovação; formulação de políticas de interesse do setor; e apoio à criação e ao desenvolvimento de oportunidades de negócios tanto no Brasil como no exterior.
O “Sistema SOFTEX” reúne mais de 6.000 empresas de todo o território nacional e é integrado por uma ampla rede formada por 21 Agentes regionais que prestam apoio e orientação local às empresas em seu entorno. As ações da SOFTEX contam com o apoio institucional, técnico e financeiro de diversas entidades, entre as quais ABES, ABDI, Abinee, Abragames, Abvcap, Apex-Brasil, Anprotec, Assespro, BID, BNDES, Brasscom, CNI-SESI-SENAI, CNPq, Embrapa, Fenadados, Fenainfo, Finep, Frente Parlamentar de Informática, IBGE, INPI, SBC, Sebrae, Ministério da Ciência, Tecnologia e Inovação (MCTI), Ministério da Cultura (MinC), Ministério de Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC), Ministério das Relações Exteriores (MRE) e Ministério do Trabalho e Emprego (MTE).
Sobre a Apex-Brasil
A Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos (Apex-Brasil) atua para promover os produtos e serviços brasileiros no exterior e atrair investimentos estrangeiros para setores estratégicos da economia brasileira. A Agência realiza ações diversificadas de promoção comercial, que visam promover as exportações e valorizar os produtos e serviços brasileiros no exterior, como missões prospectivas e comerciais, rodadas de negócios, apoio à participação de empresas brasileiras em grandes feiras internacionais, visitas de compradores estrangeiros e formadores de opinião para conhecer a estrutura produtiva brasileira, entre outras plataformas de negócios que também têm por objetivo fortalecer a marca Brasil.
A Apex-Brasil coordena os esforços de atração de investimentos estrangeiros diretos (IED) para o Brasil com foco em setores estratégicos para o desenvolvimento da competitividade das empresas brasileiras.
Apex-Brasil