LinkedIn

Como a tecnologia está ajudando os refugiados

Atualmente diversos países do mundo passam por conflitos civis. O conflito na Síria, por exemplo, já dura 5 anos, deixando milhares de mortos e outros milhares de cidadãos que buscam abrigo em países da Europa e América. De acordo o CONARE, o Brasil abriga cerca de 8.800 refugiados, de 79 nacionalidades diferentes, número que tende a aumentar enquanto durar o conflito.

Neste contexto, a tecnologia está tendo um papel muito importante, proporcionando abrigo, comida e informações através da conectividade. Conheça algumas contribuições:

  • MyRefuge: O portal funciona como um canal de comunicação entre refugiados que buscam abrigos e pessoas que podem conceder abrigos. É necessário cadastro, e o site é em inglês.
  • Refugees Welcome: Tem basicamente a mesma proposta que o MyRefuge, conectando refugiados a pessoas dispostas a abriga-los.
  • Apps for refugees: Série de aplicativos que auxiliam encontrar abrigo, moradia, comida e educação a refugiados.
  • Redes Sociais: O avanço das redes sociais tem sido de grande serventia para os refugiados. Além de não necessitarem mais ficarem à mercê de traficantes de pessoas, podendo fazer sua travessia sozinhos, utilizam as plataformas como meio de trocar informações sobre os destinos para o refúgio, perguntando se no local há comida, como é a segurança do local, se os moradores dão algum tipo de auxílio, entre outros, além de saber notícias de familiares e amigos.

Brasscom



X