LinkedIn

Confederação Nacional da Industria é favorável à ZPE sem a cobrança de multa sobre produção para mercado interno

Na manhã da última quarta-feira, 10, deputados da frente parlamentar das Zonas de Processamento de Exportação (ZPEs) participaram de reunião na Confederação Nacional de Industria (CNI) para debater sobre o Projeto de Lei 5957/13 que modifica as regras do regime tributário, cambial e administrativo das ZPEs. O objetivo é criar um substitutivo com alterações que atraiam investimentos para o Brasil.

Representada pelo diretor de Desenvolvimento Industrial, Carlos Abijaodi e pela diretora de relações Institucionais, Mônica Guimarães, a CNI se mostrou favorável às ZPEs, sem a cobrança de multa sobre o percentual do que é produzido para o mercado interno e abertas para serviços relacionados a manufatura do que é produzido dentro de cada Zona de Processamento.

Durante a audiência, o deputado cearense Danilo Forte solicitou a criação de um comitê composto por membros da CNI e da frente parlamentar das ZPEs para propor um substitutivo ao Projeto de Lei, como também para firmar parceria para a sua aprovação. “A ZPE é a alternativa para a retomada do crescimento na indústria do Brasil, ofertando uma geração de empregos fundamental nesse momento de crise. A indústria do Brasil já respondeu por 30% do PIB brasileiro há 40 anos e, hoje, responde por apenas 9,8%. É preciso abrir novos horizontes que passam necessariamente pela modernização das ZPEs”, afirma.

A reunião contou ainda com a presença do diretor administrativo da ZPE Ceará, Ubiratan Moreira, do diretor de relações institucionais da Brasscom, Paulo Sgobbi, e dos deputados Antônio Balhmann (Pros-CE), Ezequiel Fonseca (PP-MT) e Júlio César (PSD-PI).

Fonte: http://bit.ly/2r999Ma

Ceara Pop Marketing, Fabio Mesquita Torres



X