LinkedIn

Embratel: Ao definir preferência pela nuvem, governo agiliza jornada

Convergência Digital 
Por Luis Osvaldo Grossmann* – 22/04/2019

Novas tecnologias e o salto exponencial das redes com o 5G ampliam o potencial de serviços em computação em nuvem. E o governo tem tudo para liderar o uso de modernas ferramentas, como inteligência artificial e aprendizado de máquina, aponta o gerente executivo de vendas de TI da Claro Brasil, Odélio Horta Filho.

“Vemos uma continuidade. Teve a nuvem pública do TCU e a contratação do Planejamento, que virou o Ministério da Economia.  Fica claro que cada vez vai ter mais itens de serviços nas compras governamentais, incluindo inteligência artificial, computação cognitiva e machine learning, tecnologias que permitem entender melhor o cidadão e dar respostas mais rápidas”, avalia.

A infraestrutura é componente básico e a evolução das redes para o 5G vai ampliar o potencial da cloud. “Estamos avançando na conectividade. Estamos evoluindo para o 5G, que vai habilitar novas funcionalidades de IoT, principalmente o processamento na ponta, com latência baixa”, lembra o gerente da Claro Brasil.

As compras governamentais e a adoção das novas tecnologias no setor público serão tema de debate no Brasscom TecFórum, que acontece nos dias 24 e 25 de abril, em Brasília. Assistam a entrevista com o gerente executivo de TI da Claro Brasil, Odélio Horta Filho.

Fonte: https://www.convergenciadigital.com.br/cgi/cgilua.exe/sys/start.htm?UserActiveTemplate=site&infoid=50505&sid=97

 



X