LinkedIn

Fluig marca presença na Brasscom

Como toda jornada, nada é tão simples quanto parece. Pensando nisso, a Brasscom realizou o 2ºSeminário Brasscom Políticas Públicas & Negócios, levando tendências tecnológicas e estratégias digitais para o setor público

O Evento

Nos dias 15 e 16 de março aconteceu em Brasília o seminário de Políticas Públicas & Negócios, no qual foram abordados importantes temas como:

  • Elaboração de políticas públicas para viabilizar a transformação digital dos serviços do governo;
  • Incentivos necessários para fomentar mais inovação e aprimorar o impacto das novas tendências tecnológicas na oferta de serviços públicos e privados.

A Brasscom, Associação Brasileira das Empresas de Tecnologia da Informação e Comunicação, exerce papel de articulação entre os setores público e privado nas esferas federal, estadual e municipal, para discutir temas estratégicos, como relações laborais, tributação, internacionalização, educação e governo digital, entre outros. Visando intensificar as relações com o mercado de forma a contribuir para o aumento da competitividade do setor, incentivando a transformação digital do Brasil

O evento reuniu principais líderes do governo, nos âmbitos da Administração Federal, Congresso Nacional e Judiciário, envolvidos e interessados na pauta de TIC, bem como empresários, pesquisadores, formadores de opinião e outras entidades do setor.

E como fluig viabiliza a Transformação Digital, não poderia ficar de fora!

O evento foi composto por vários painéis de debates, o painel de abertura teve como tema: Políticas Públicas para um Brasil Digital, no qual contou com a presença do Gilberto Kassab – Ministro da Ciência, Tecnologia, Inovação e Comunicações, André Müller Borges – Secretário de Telecomunicações do MCTIC, Mansueto Facundo de Almeida JuniorSecretário de Acompanhamento Econômico do Ministério da Fazenda e Sergio Paulo Gallindo, Presidente Executivo da Brasscom.

Mario Almeida, Head de fluig, foi um dos palestrantes do evento e falou sobre “ A Transformação Digital é uma jornada”.

Mario abordou as diversas mudanças tecnológicas que ocorreram nos últimos anos fazendo um paralelo entre “Mundo Digital” e “Mundo Analógico” para demonstrar a dicotomia entre essas duas perspectivas:

  • Mundo Digital: Ágil, adaptável, colaborativo, simples e acessível. Tecnologia amigável, personalizada”;
  • “Mundo Analógico: Lento, burocrático, restrito, complexo e caro. Tecnologia difícil, custosa, lenta e pesada.”

Os elementos necessários para Transformação Digital

Na palestra de fluig aos participantes do seminário, foram apresentados também os principais elementos para pensar em Transformação Digital e como executá-la:

  • Pessoas: Não há Transformação Digital sem pessoas, elas continuam sendo o “X da questão”, são o principal ativo de uma empresa. Elas produzem inovação, principalmente no serviço público que necessita de pessoas com produção de qualidade e mentes brilhantes.
  • Estratégia: Quando iniciar um processo de Transformação Digital é necessário pensar para que realizar esta transformação? Aonde queremos e vamos chegar?
  • Processos: Desenhar, definir e seguir bons processos.
  • Metodologia: Não se faz Transformação Digital sem métodos. Normas e procedimentos já não são tão usuais, pois as pessoas não estão mais atentas a longos discursos, preenchimentos de formulários e seguir regras. Uma metodologia é resumida e prática, além de dar sentido e orientação aos processos.
  • Propósito: As gerações X, Y, Z não seguem mais processos analógicos, e não trabalham por dinheiro e sim por propósito, por isso a necessidade de se preparar para recebê-los;
  • Investimento: Fazer Transformação Digital em alguns setores e segmentos não é barato e simples. É necessário ter inovação disruptiva e eficiência, fazer mais e melhor com o que você tem em mãos.

A grande mensagem do evento foi que a jornada da Transformação Digital já começou, e vai chegar no core de todas as organizações sendo elas privadas ou públicas.

Assista a entrevista do diretor executivo de mobilidade de fluig, Mario Almeida, falando sobre a digitalização das políticas públicas.

 

Vanessa Vieira, Blog do Fluig



X