LinkedIn

DCSP conquista Tier III Facility e Brasília funciona há 2 mil dias sem parar

A Dataprev conquistou em outubro a certificação Tier III Facility para o Data Center São Paulo. O Data Center Rio de Janeiro recebeu o mesmo selo em agosto deste ano. Com mais este reconhecimento, a Dataprev passa a ter quatro certificações Tier III, uma vez que os dois ambientes já possuem o selo Tier III Design desde dezembro de 2016.

“Temos um padrão internacional de qualidade, garantindo aos nossos clientes uma infraestrutura moderna, eficiente e segura”, ressalta o presidente André Leandro Magalhães.

Criada pelo Uptime Institute, entidade máxima em certificação de data center, o padrão Tier – palavra que inglês significa camada ou nível – avalia as instalações em termos de desempenho da infraestrutura e tempo de atividade. Além disso, o selo atesta que a instalação construída corresponde ao projeto Tier pretendido, o que garante que o data center funcionará como esperado em todas as condições normais de operação. O Uptime Institute é uma organização internacional e a única que pode emitir o certificado usando o padrão Tier para data centers.

“Esta é uma grande conquista não só para a Dataprev, mas também para os nossos clientes, já que o selo garante a redução de risco das operações e avalia os serviços tanto do ponto de vista de performance como de disponibilidade de infraestrutura”, destaca o diretor de Tecnologia e Operações, Matheus Belin.

A certificação Tier III integra os 154 resultados do Plano de Ação 2017, que traz as ações indispensáveis para que a Dataprev consiga atingir seus objetivos estratégicos. Para 2018, um dos objetivos da empresa é receber, até o primeiro trimestre, o selo Operational Sustentability, o último do sistema de classificação Tier III.

Brasília opera sem interrupção

Em paralelo, a empresa dá prosseguimento ao processo de obtenção do selo Design para o Data Center Distrito Federal. A expectativa é finalizar esta etapa ainda este ano. O ambiente de Brasília completou, no dia 23 de outubro, 2 mil dias de funcionamento sem nenhum incidente de infraestrutura, ou seja, sem interrupção. Isso acontece devido ao nível de redundância e alta disponibilidade que os data centers da Dataprev atingiram após a modernização de todo parque de TI.

Antes, a manutenção nas instalações dos data centers da Dataprev era feita com paradas programadas até quatro vezes no ano, sempre correndo o risco de provocar instabilidades internas. Desde 2014, quando foi concluída a modernização, os data centers da Dataprev dispõem de múltiplos caminhos de distribuição independente, tanto de refrigeração como de energia, servindo aos equipamentos de TI, os quais são todos dual-alimentados e totalmente compatíveis com a topologia da arquitetura do local.

Além disso, a infraestrutura local é redundante, paralelamente sustentável, buscando a garantia de disponibilidade de 99,9%. Todos os três data centers operam 24 horas, sete dias por semana.

Primeiro a passar por atualização tecnológica, em 2012, o DCDF contou com uma adequação da infraestrutura elétrica, com instalação de novos grupos geradores e no-breaks. O ambiente conta com 100 empregados, tem 257m² e uma instalação elétrica de 600 kva. Possui em torno de 277 servidores físicos de alta performance, mais de 3.100 máquinas virtuais, já que Brasília trabalha principalmente com virtualização e serviços em nuvem, e 2 petabytes de storage, que equivalem à memória de 8 mil IPhones do modelo de 256 gigabytes.



X